A origem da Leca

Como alguns incautos já caíram aqui no blog buscando por “leca bbb”, achei propício re-postar um texto que escrevi para os que sempre acabam me perguntando o porquê do meu apelido na Internet.

Tudo começa em meados de 2002, eu era um ser novato na Internet, que tinha um nome pouco usual e que precisava de um nickname bacana para se associar a um fórum. Por causa do meu nome, tentei “Lia“, mas desisti dele logo, pois já havia a Lia do Justlia e eu precisava de algo diferente, só meu.

Perceba a semelhança. Hahaha! -not.

Na época, estávamos na primeira edição do BBB (exato, essa é a parte constrangedora da história, que sempre me faz esquivar dessa pergunta, mas enfim, se é para contá-la, que seja a história completa) e havia uma participante para quem eu torcia (é, eu já torci para BBB, mas isso acabou na primeira ou segunda edição, hoje em dia eu só vejo alguma coisa para ter assunto com a minha mãe) e o apelido dela era Leka (com k, perceba a sutil diferença).

Não deu outra, peguei o apelido para mim, só mudando a letra pois sempre achei que k no meio de palavras normais ficava uma coisa meio jogada, meio escrita de maloqueiro, algo tipo “vida loka”, enfim, coisas que só eu devo matutar na minha cabeça.

Hoje em dia, até mesmo no meu trabalho o pessoal só me chama de Leca (e suas variantes: Lele, Lecuda…). Minha família agora já se acostumou à Leca, embora minha avó ainda diga que estou desonrando quem eu sou, enfim, tenho que discordar da vovó nesse ponto.

Já o “Marriot” que acompanha o Leca na maioria dos meus logins espalhados pela Internet, veio da necessidade de um sobrenome para as fanfics que há muito tempo eu escrevia com um amigo. Ele já tinha o sobrenome da personagem dele e eu precisava de um para a minha. Por mais que já existam os hotéis Marriott, o meu Marriot (com um t só) foi uma palavra inventada por mim, baseado na junção dos nomes das cantoras da dupla M2M (Marion Raven e Marit Larsen), por quem eu tive uma obsessão temporária durante a época de “Don’t Say You Love Me“, da trilha sonora de Pokémon: O Filme (é, outro adendo à sessão ‘meu passado me condena’).

E basicamente, é isso. Nada muito complicado de entender, só algumas referências que ajudaram a construir lecamarriot, o ‘nickname’ que eu assumi como marca, assinatura e afins :)

2 comments Write a comment

  1. Pingback: Recomeçando

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.