Arquivos para "Livros"

Postado por Leca Marriot as 1st dezembro 2013

Escrever é libertador.

Nesse longo tempo sem o blog, eu escrevi um livro. Soa um pouco pretensioso dizendo assim, então eu digo: não escrevi todas as páginas dele ainda. Mas a história, os personagens, o começo, meio e fim estão lá, prontos para serem desenvolvidos com bonitas descrições que de algum modo eu colocarei pra fora.

Sendo uma pessoa que desde pequena ama ler mais do que qualquer outra coisa e até hoje não desapegou dessa obsessão por boas histórias, acho que era inevitável querer um dia parir a minha. Desapegando de personagens queridos de outros autores e criando os meus próprios.

Até agora, apenas duas pessoas viram o rascunho do que eu quero colocar no mundo. Meu noivo, que achou chatíssimo e largou na metade. E minha melhor amiga, que leu, gostou de uma personagem e só. Não opinou mais nada porque não lembrava muito bem da história.

E por mais que esses possam parecer dois indicadores negativos, a minha mente só conseguiu pensar em outros caminhos e maneiras alternativas de tornar a história ainda mais interessante e “memorável”. Da mesma forma que vários livros me marcaram e até moldaram meu caráter, é essa a sensação que eu quero deixar nas pessoas com meu pequeno embrião de livro.

Claro, eu sei que isso não acontece da noite para o dia, então estou indo aos poucos. John Green, por exemplo, levou dez anos para finalizar A Culpa é das Estrelas, que é um dos livros que mais mexeu com o meu emocional recentemente.

Por isso, esse post é para mim e para você que tem um livro sem terminar em algum caderninho na gaveta, em um rascunho no Google Docs, ou em qualquer outro lugar. E infelizmente para nós, não existe dica motivacional clichezona nem tampouco fórmula mágica a não ser escrever.

Não se preocupe com quem irá gostar, não se preocupe se será comercial o suficiente para alguma editora o lançar, apenas escreva. Na verdade, se preocupe apenas em colocar uma boa história no mundo e você já terá meio caminho andado.

E para dicas práticas, deixo vocês com essa lista criada pela Lena e humildemente traduzida por mim, digna de ser impressa para andar contigo o tempo todo:

10 dicas de escrita2 Escrever é libertador.

Postado por Leca Marriot as 14th novembro 2012

O segundo livro de OUTUBRO: Divergente

Pra quem chegou agora, eu contei aqui que a quantidade de livros de 2011 foi vergonhosa! Para mudar isso, em 2012 decidi ler pelo menos 1 livro por mês. Veja os livros anteriores aqui.

livro divergente rocco O segundo livro de OUTUBRO: Divergente

Título: Divergente
Autor: Veronica Roth
Editora: Rocco
Páginas: 502
Onde comprar: Livraria Cultura

O MOTIVO DO LIVRO

Como eu comentei no post do livro anterior, acabei mesmo devorando esse livro antes do final do mês. Já ouvi teses de que quando o livro é bom, você demora a ler para ir saboreando a história aos poucos, mas com esse aqui foi impossível ir devagar. A indicação foi mais uma vez da amiga Mari, que tem um faro incrível para livros que farão sucesso!

A HISTÓRIA

Divergente é um livro young adult, um gênero que tem crescido com uma imensa velocidade depois do sucesso de Jogos Vorazes. Os livros, inclusive, têm vários elementos similares (protagonistas mulheres, se passam em um futuro distópico e possuem algum tipo de controle totalitário – embora nesse livro esse controle seja abordado de uma forma a parecer pacífica), o que torna fácil gostar dele, se você, é claro, gostou de Jogos Vorazes.

A história é narrada em primeira pessoa pela protagonista Beatrice Prior. Com apenas 16 anos, ela vive em uma das facções existente no futuro distópico, a Abnegação, e precisa escolher se irá permanecer nela ou se irá escolher alguma outra das quatro facções existentes para viver pelo resto da vida.

E é justamente isso que norteia o livro. Chicago foi dividida em cinco facções, cada uma para combater algum mal da humanidade que eles julgavam ser responsáveis pela ruína humana:

  • Os que culparam a covardia criaram a Audácia
  • Os que culparam a ignorância se tornaram a Erudição
  • Os que culparam o egoísmo fizeram a Abnegação
  • Os que culparam a agressão formaram a Amizade
  • E os que culparam a duplicidade fizeram a Franqueza.

Nesse ponto do livro, é impossível não lembrar de Harry Potter e suas casas. Com a diferença de que aqui não é um chapéu seletor que diz para onde você vai, aqui a escolha é sua. Antes do ritual de escolha, Beatrice passa por um teste de aptidão e descobre que tem tendência a ir para mais de uma facção. Isso faz dela um ser diferente e perigoso, uma divergente.

Ela guarda isso consigo e faz sua escolha como manda o figurino. A partir daí, passa pelo processo de iniciação, que não é tão fácil quanto aparenta. Aqueles que falham durante o processo tornam-se sem-facção, uma espécie de mendigo à total margem da sociedade. É durante o período de iniciação que Tris (como ela passa a se chamar) se descobre e percebe que tudo aquilo que ela tinha como certo (os ideais das facções, sua própria família), não eram bem aquilo que aparentavam ser.

divergente autora verso O segundo livro de OUTUBRO: Divergente

A autora tem exatamente a minha idade e já é autora de um best seller. Deprimente ou motivador?

A narrativa do livro flui naturalmente. A autora escreve bem e sem delongas cria uma história muito bem argumentada. As surpresas a cada final de capítulo também ajudam no impulso para devorar o livro até a sua derradeira conclusão, que na verdade, é apenas o início da história, visto que se trata de uma trilogia.

O segundo livro, Insurgente, ainda não tem previsão de lançamento por aqui. O terceiro livro (ainda sem nome, embora alguns fãs brinquem com a hipótese dele se chamar Detergente, rs!), foi recém-terminado pela autora e não deve sair antes do ano que vem (em inglês), o que é suficiente pra tirar do sério muita gente louca pra saber o que o destino reserva para Beatrice.

EXTRAS

A indústria cinematográfica que não é nem um pouco boba, já comprou os direitos para produzir a adaptação do livro para as telonas. A Summit (sim, a mesma de Jogos Vorazes) definiu paraMarço de 2014 o lançamento do filme (na gringa, por aqui ainda não há previsão). O roteiro ficará por conta de Evan Daugherty (Branca de Neve e o Caçador – quem aí já viu pra dizer se é bom?) e a direção será de Neil Burger (O Ilusionista).

shailene woodley O segundo livro de OUTUBRO: Divergente

Beatrice será interpretada por Shailene Woodley (Os Descendentes) e fica a dúvida de qual ator fará “Quatro“, o par romântico de Tris no livro, embora vários nomes já tenham sido cogitados.

MÊS QUE VEM

Já é novembro e eu ainda não peguei um novo livro pra ler! Mas na hora de escrever esse post decidi que desencalharia algum dos livros parados aqui em casa e o escolhido foi…

o livro do sensacional O segundo livro de OUTUBRO: Divergente

O Livro do Sensacional! Um livro incrível com pequenas coisas que tornam a vida, bem, sensacional, rs. Antes do final do mês venho aqui contar mais sobre ele. ;)

Postado por Leca Marriot as 29th outubro 2012

O livro de OUTUBRO: Odeio Gente!

Pra quem chegou agora, eu contei aqui que a quantidade de livros de 2011 foi vergonhosa! Para mudar isso, em 2012 decidi ler pelo menos 1 livro por mês. Veja os livros anteriores aqui.

odeio gente O livro de OUTUBRO: Odeio Gente!

Título: Odeio Gente!
Autor: Jonathan Littman & Marc Hershon
Editora: BestSeller
Páginas: 317
Onde comprar mais barato: Cia dos Livros

O MOTIVO DO LIVRO

É impressionante como gostar de fazer o seu trabalho é visto com maus olhos por algumas pessoas. Comecei a observar essa vertente de comportamento quando estava na faculdade e fui desenvolvendo esse pensamento conforme adentrava no ambiente corporativo. Cheguei à conclusão de que lidar com pessoas requer um dom. Que eu não possuo, obviamente, mas que estou tentando seriamente desenvolver. Foi por isso (e também pela divertida agressividade do título, confesso), que eu resolvi que esse seria meu próximo livro. Além disso, já era a hora de sair um pouco da ficção e voltar para o mundo real.

A HISTÓRIA

O livro se revelou um divertido guia de sobrevivência ao ambiente do escritório. Quem passa oito horas por dia (ou mais) dentro de um bem sabe que muitas vezes ele se transforma em um verdadeiro campo minado.

Os autores começam a conversa pelas pessoas, listando os Dez Indesejáveis, seres com personalidades terríveis cuja função parece ser somente atrapalhar quem realmente está a fim de trabalhar. Meus dois favoritos da seleção de estereótipos são o “Homem-Minuto“, aquele cara que chega de mansinho sem querer incomodar, com a desculpa de querer apenas 5 minutinhos do seu tempo, mas acaba roubando 2 horas preciosas dele. O outro é o “Não-sabe-nada“, aquela persona que adora discursar pela empresa sobre essa nova religião surgida na Malásia ou sobre a influência da mudança das marés no comportamento feminino (!!!). Ou seja, qualquer baboseira que ele possa memorizar na Wikipedia e repetir para quem tiver ouvidos para ouvir por perto.

Outros como o Planilha (o cara que se bobear planilha até os cafezinhos que você toma no dia) e o Carneiro (aquele ser que simplesmente não se manifesta, mas quando se une a outros, incorpora um rebanho fácil de manipular) também são figuras reconhecíveis em qualquer ambiente de trabalho. Além de ensinar a lidar com cada um desses tipos, o livro também provoca uma excelente autocrítica, em que você percebe que alguns dos seus comportamentos intrínsecos podem incomodar mais do que aparentam.

O livro também traz reflexões sobre o espaço ideal de trabalho, que eles nomeiam de Caverna, um lugar onde você se sinta à vontade para trabalhar inteiramente focado. Sabe aquela história de que quanto mais pertences pessoais você tiver na sua mesa, menos focado você é? Balela. Eles desmistificam essa teoria e ainda jogam na mesa o contrário: se você tiver inputs na sua mesa como fotos de viagens que fez ou de objetos que conseguiu comprar com seu dinheiro, você se sentirá ainda mais motivado para trabalhar para conquistar muito mais daquilo. Faz muito mais sentido, não?

Por fim, ele propõe que o trabalho encontre tempo na sua vida e não o contrário, mostrando exemplos de diversos empresários bem-sucedidos que encontram inspiração para fazerem tão bem o que fazem em diversas outras atividades como natação ou hipismo.

Sarcástico e bem fundamentado, com depoimentos de líderes de grandes empresas, o objetivo maior do livro é torná-lo um solista, ou seja, um profissional capaz de voar alto e progredir na carreira sem deixar que as interrupções cotidianas o atinjam e o desviem desse foco.

É leitura recomendadíssima para quem quer fazer a diferença no mundo corporativo e não apenas bater cartão. :)

O LIVRO DO PRÓXIMO MÊS

photo 300x300 O livro de OUTUBRO: Odeio Gente!

Pra variar, mais uma indicação da Mari, minha guru literária. Divergente é um livro que eu provavelmente vou devorar antes do final de Outubro, então será mais um pra conta desse mês. Assim que eu terminar, volto aqui pra contar pra vocês. Se alguém já conhece, fique à vontade pra comentar aí embaixo, só tomando cuidado com possíveis spoilers. :)

Postado por Leca Marriot as 24th setembro 2012

O livro de SETEMBRO: O Circo da Noite

Pra quem chegou agora, eu contei aqui que a quantidade de livros de 2011 foi vergonhosa! Para mudar isso, em 2012 decidi ler pelo menos 1 livro por mês. Veja os livros anteriores aqui.

o circo da noite O livro de SETEMBRO: O Circo da Noite

Título: O Circo da Noite
Autor: Erin Morgenstern
Editora: Intrínseca
Páginas: 368
Onde comprar mais barato: Extra

O MOTIVO DO LIVRO

Pura e simples indicação da mesma amiga que me indicou a trilogia Jogos Vorazes. Mari, obrigada por mais uma indicação fabulosa! :)

A HISTÓRIA

Já imaginou como seria poder enriquecer o que assistimos no circo com magia de verdade? Pois é disso que se trata O Circo da Noite, um fabuloso espetáculo criado para entreteter pessoas do mundo todo. O circo abre à meia-noite e fecha ao amanhecer e suas tendas são inúmeras e diversas novas atrações surgem a cada noite.

Com tantos personagens cujas histórias se entrelaçam, no começo fica até difícil dizer que são Marco e Celia os protagonistas da história. Ambos foram predestinados por seu mentores a embarcar em um jogo cujas regras são reveladas lentamente a medida em que se aproximam e eventualmente, se apaixonam. É uma forma de amor arrebatadora, daquelas gostosas de se ler, mas que se diferencia do romance usual por conta do desafio em que ambos estão envolvidos e da forma como ambos estão diretamente ligados ao circo.

Confesso que antes da indicação eu nunca havia ouvido falar da história, muito menos da autora, mas fiquei apaixonada pela escolha de palavras dela que torna a leitura riquíssima e da maneira como ela cria construções fantásticas que poderiam muito bem ter saído de algum rascunho de Harry Potter. Não espere muita ação, mas descrições maravilhosas de cenários incríveis que só a mente humana é capaz de desenhar.

EXTRAS

O livro foi lançado há exatamente um ano e já teve os direitos vendidos para a Summit, o mesmo estúdio que lançou Crepúsculo nos cinemas. É torcer para que eles sejam fiéis ao livro e recriem com graciosidade (e não com os efeitos especiais porcos do primeiro Crepúsculo) as tendas incríveis como a do Jardim de gelo ou a do Labirinto de Nuvens.

Para já entrar no clima, vale conferir a playlist criada pela autora com músicas que dão o tom à trama. Tem de Florence + the Machine a Radiohead.

O LIVRO DO PRÓXIMO MÊS

odeio gente O livro de SETEMBRO: O Circo da Noite
O nome é polêmico, mas já adianto que estou achando hilariante esse livro que mescla humor com auto-ajuda empresarial. Já comecei a ler mas não devo terminá-lo até o final do mês, então em Outubro eu volto pra dar o meu parecer final. ;)

Postado por Leca Marriot as 17th setembro 2012

O livro de AGOSTO: Ame o que é Seu

Pra quem chegou agora, eu contei aqui que a quantidade de livros de 2011 foi vergonhosa! Para mudar isso, em 2012 decidi ler pelo menos 1 livro por mês. Veja os livros anteriores aqui.

ame o que e seu O livro de AGOSTO: Ame o que é Seu

Título: Ame o que é Seu
Autor: Emily Giffin
Editora: Novo Conceito
Páginas: 312
Onde comprar mais barato: Saraiva

O MOTIVO DO LIVRO

Eu tinha planos de ler o livro da Marilyn, mas sabe quando tudo conspira contra? Pois é, não li durante o mês inteiro. Daí, bem no finalzinho de agosto tive uma viagem inesperada para São Paulo e vi nas horas que passaria dentro de um ônibus a oportunidade perfeita para matar o livro do mês. Corri e comprei esse livro, que estava namorando há algum tempo. Sabe quando você começa a ler uma sinopse e sua mente grita “Ei, essa sou eu!”? Pois é, não tive como ignorar.

A HISTÓRIA

Ame o que é Seu” é sobre um momento da vida aparentemente perfeita de Ellen, uma fotógrafa que tem um marido adorável, uma cunhada que é também sua melhor amiga e uma sogra que a vê como filha. Porém, tudo isso vem abaixo quando ela reencontra um amor não correspondido do passado. Todas as suas certezas são abaladas e a pergunta “E se fosse diferente?” a corrói dia e noite.

Em cima da história fictícia, a autora trabalha uma pseudo-terapia que nos leva a enxergar com mais clareza o que temos em mãos e dar mais valor ao que possuímos e não ao que poderíamos ter tido. Leo, o ex-namorado de Ellen que reaparece por força do destino, é claramente um babaca, mas é frustrante observar o quanto ela se cega em nome de uma paixão que ela mais construiu na sua cabeça, do que fora dela.

O livro tem boas chances de se tornar um filme logo mais, como aconteceu com O Noivo da Minha Melhor Amiga, outro sucesso da autora. Afinal de contas, quem nunca se perguntou como seria sua vida agora se você tivesse escolhido esse ou aquele outro curso na faculdade? E se tivesse decidido por esse ou aquele trabalho? Na vida amorosa então, é mais fácil ainda de associar. Pense em todas as pessoas que já passaram por ela. Agora imagine como você estaria hoje se tivesse escolhido qualquer uma delas. São muitas encruzilhadas. Mas o que o livro “ensina”, à sua maneira, é que o amor é uma soma de nossas escolhas. Ou seja, você ter escolhido estar com quem está faz parte do amor que você carrega e deve ser encarado desta forma, e não como uma perda.

O LIVRO DO PRÓXIMO MÊS

circo O livro de AGOSTO: Ame o que é Seu

A única dica que eu posso dar é a de que é um livro mágico