Feliz aniversário, São Paulo! Quem conhece, que te compre

Ashton já entendeu como São Paulo funciona.

Hoje, 25 de Janeiro, é aniversário de 458 anos de São Paulo, essa cidade caótica, que acolhe à sua maneira quem por aqui chega. Nasci por aqui e com o tempo aprendi a amar a correria, o perigo constante, as eternas filas e até mesmo o sotaque que a gente finge que não existe.

Conheço pouco do restante do Brasil, confesso, mas não vi até agora mistura mais heterogênea e divertida do que a que você encontra por aqui. Bastam cinco minutos na Av. Paulista, na Liberdade, na Augusta ou no centrão para você ser capaz de enxergar mais diferenças do que percorrendo um Estado inteiro.

Criolo insiste em dizer que não existe amor em SP, mas eu em verdade vos digo: balela. É preciso amar São Paulo para ficar por aqui. É preciso entender que é possível se divertir mesmo quando a chuva desaba, é preciso amor para relevar quando alguém coloca ketchup na pizza ou cream cheese no temaki e acima de tudo, é possível amar as pessoas de São Paulo.

Somos bagunçados, vivemos na ansiedade, em um clima frenético e sempre na dieta (embora estejamos bem no meio de um nirvana gastronômico), mas ainda assim, amamos e somos amados, inclusive por seres de outros Estados que encontram por aqui conforto e alegria.

Porque é justamente essa selva urbana que nos torna mais fortes e mais propensos a rir de si mesmo e das pequenas coisas (como surfar em uma rua alagada, por exemplo).

Por isso, é com carinho que eu digo parabéns, São Paulo! Você ainda tem muito o que melhorar, mas nós, paulistanos, te amamos assim mesmo e torcemos por você.

1 comment Write a comment

  1. Pingback: Existe amor em Curitiba?

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.