Não desperdice sua vida – descubra quem você é enquanto ainda há tempo

“Seu tempo é limitado, portanto não o desperdice vivendo a vida de alguém. Não caia na armadilha do dogma – que é viver com os resultados dos pensamentos de outras pessoas. Não deixe que o barulho da opinião dos outros cale a sua própria voz interior. E o mais importante, tenha a coragem de seguir seu coração e intuição. Eles de alguma maneira já sabem o que você realmente quer se tornar. Todo o resto é secundário. ”

O pensamento acima é de Steve Jobs (meu eterno ídolo), durante o seu famoso discurso na universidade de Stanford. É engraçado perceber como um texto discorrido em 2005 pode ser para sempre tão atual, mesmo com tantas coisas evoluindo ao mesmo tempo. E foi relendo esse texto nessa madrugada, que eu consegui associá-lo a um momento que vivemos. Explico.

Nossos modelos e espelhos sempre foram as celebridades. O que elas usam, o que elas fazem no cabelo ou nas roupas, é tudo instantaneamente copiado por uma legião de seguidores. Desde a Beatlemania, até quem copia o visual das Kardashians, é uma atitude que dificilmente vai deixar de existir.

Além disso, com a chegada da Internet, muitas pessoas foram alçadas à condição de celebridades. Bloggers, fotologgers, vloggers, todos eles expuseram não só a cara ao mundo, como também seus gostos, seus desejos, suas aquisições e seu dia-a-dia. Resultado? Mais um boom de influências, referências e interferências para nos bombardear.

Não estou dizendo que acho isso ruim, pelo contrário, informação é excelente e sempre nos será primordial. A questão é: e para quem está do outro lado? Receptores, aqueles que ainda estão no caminho para se encontrar, como não enlouquecer diante de tanta tendência, tanto must have?

A resposta está no caminho, nesse exato tempo que ainda lhe resta. Tratar de ocupar-se de mais autoconhecimento e menos espiadas na grama do vizinho. Deixar de olhar para o que o outro elogia e se perguntar: do que eu gosto? O que me faz feliz? Responder a essas perguntas com sinceridade talvez seja a chave para trilhar com mais firmeza o caminho para encontrar o seu próprio estilo, o seu eu único e exclusivo, fundamental a um mundo já saturado de gente tão igual.

3 comments Write a comment

  1. Amei o post!!! Difícil não surtar com tantas tendências e informações…
    [ ]’s…

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.