O livro de JANEIRO: Jogos Vorazes

Como eu contei aqui, a quantidade de livros de 2011 foi vergonhosa! Para mudar isso, em 2012 decidi ler pelo menos 1 livro por mês. Todo mês venho aqui contar qual foi o escolhido.

O MOTIVO DO LIVRO

Juro que não sei nem por onde começar essa resenha, tamanho foi o meu envolvimento. Jogos Vorazes era uma série que até há pouco tempo eu nem fazia ideia que existia. Tudo o que eu sabia sobre ela era o que a Mari, amiga de anos, despejava ocasionalmente na minha timeline.

Com o início do projeto, decidi no impulso começar por ele. A Mari era uma antiga fã de Harry Potter, que é uma tremenda série, então não poderia estar errada agora, certo? Fui, então em duas livrarias atrás do livro e não encontrei o bendito. Não à toa, é claro. Desde que o filme de Jogos Vorazes foi anunciado, cada vez mais referências à série surgem em todos os lugares. Apelei para o e-commerce e assim que o livro chegou, comecei a devorá-lo. Quase que literalmente.

A HISTÓRIA

De início eu fui um pouco resistente com a narrativa em  primeira pessoa. Eu confundia demais as coisas, até que dei um tapa no cérebro e coloquei as informações em ordem. Mais para frente entendi que a narrativa PRECISAVA fundamentalmente ser em primeira pessoa para podermos acompanhar o destino de Katniss Everdeen, a jovem do Distrito 12 protagonista da história.

Em um pano de fundo em que a América do Norte foi transformada em um país chamado Panem, dividido em trezes distritos controlados friamente pela Capital, o Distrito 13 resolve se rebelar. Ele acaba sendo destruído e para servir de exemplo para os outros distritos, a Capital decide criar os Jogos Vorazes, um verdadeiro reality show em que cada distrito cede por meio de um sorteio um menino e uma menina de 12 a 18 anos para entrar em uma arena e lutar pela sobrevivência. E a regra é clara, Arnaldo: dos 24 tributos enviados, apenas um deve sobreviver.

Bateu a preguiça de ler? O vídeo explica tudo com direito a trilha sonora.

Katniss, a protagonista, é o tipo de personagem que é impossível não se apaixonar. Ela é inteligente, corajosa, temperamental e… morena! hehe. É sempre pelos olhos dela que acompanhamos a história, desde a trágica escolha de sua irmã no sorteio (ela se voluntaria para que a irmã de apenas 12 anos não vá para a arena), até a preparação para os Jogos – um verdadeiro deleite visual, cheio de fantasias com efeitos especiais, discursos e muita encenação para as câmeras. O ponto alto, é claro, é sua perspicácia durante os momentos de tensão para sobreviver dentro da Arena.

A construção do livro é muito boa e te deixa realmente angustiado para saber o que irá acontecer no próximo capítulo (muitas vezes, na próxima linha!). Surpreendente até o último minuto, não me espanta ter conhecido tanta gente que o leu em apenas uma noite (!).

A série é uma trilogia completa com os seguintes livros: Em Chamas e A Esperança, todos já lançados aqui no Brasil pela Editora Rocco (a mesma de Harry Potter, diga-se de passagem).

EXTRAS

Como eu já contei lá em cima, Jogos Vorazes virou filme e está para ser lançado agora, no dia 23 de Março. Já saíram diversas fotos e trailers e a coisa parece estar realmente bem fiel, o que é ótimo. Tudo o que as cenas ainda não mostram é o principal: a disputa na arena. Eletrizante, já estou contando as horas para a estréia:

Alguém aí já leu Jogos Vorazes? Ficou também nesse frenesi louco? Me conta nos comentários!

MÊS QUE VEM

Já defini e estou quase terminando de ler o livro de Fevereiro (surpresa – mas quem me segue no twitter provavelmente já sabe, porque eu falo dele direto, hehe), mas sugestões para os próximos meses são sempre bem vindas, viu? ;)

8 comments Write a comment

  1. SUA LINDA!

    Sério, me bate o maior orgulho sempre que algum amigo escreve uma coisa dessas sobre Jogos Vorazes.

    É o tipo de série que a gente começa a ler sem dar nada, e de repente se vê em completo desespero à espera dos próximos livros e do filme. É algo tão raro de acontecer, mas também TÃO BOM!

    A expectativa pro filme está lá em cima, espero não quebrar a cara, porque realmente estou apostando todas as fichas nele.

    Ótima, resenha, Leca! E que venha o dia 23 de março!

    PS: COMO VOCÊ NÃO CITOU O PEETEL NA RESENHA?
    PS2: Leia os próximos livros, pelamor de Deus! hahahaha

    • Hahahaha, se eu começasse a abrir a resenha para os outros personagens, ia ficar INFINITA! Todo mundo ali é digno de atenção e amorrr <3 Gale <3

      Beijo, lindona e OBRIGADA por me apresentar a série! Boto fé que vc ainda vai indicar muitos outros livros pro meu projeto, hehe.

  2. Comprei esse livro semana passada, estou determinada a ler antes do filme ser lançado. E é engraçado que dá impressão que sou a única pessoa que ainda não leu, todo mundo conhece, incrível. O cara da livraria puxou assunto comigo quando me viu segurando Jogos Vorazes.

    Estou no comecinho, intercalando a leitura dele com mais outros 3, Estrada da Noite, Marina e Eu Mato.

    Ah, como sugestão de leitura, te recomendo um que terminei agora pouco, Os 13 porquês http://www.skoob.com.br/livro/54127 demorei alguns dias para terminar, e o livro não sai da minha cabeça.

    • Camila,

      Espero que você goste, de verdade! :)

      E SUPER obrigada pelas indicações, vou considerar seriamente para o livro de Março!

      Beijão!

  3. Em 2011 tentei fazer um projeto de 50 livros, se não me engano, mas passei longe. Nesses 2 meses de 2012 eu lí apenas 1. Vou tentar me desafiar a ler 1 por mês também… sinto falta! Não sei se faz seu estilo, mas sou fanática pela série Black Dagger Brotherhood (comecei no inglês, mas começaram a traduzir faz pouco tempo). Irmandade da Adaga Negra, livro de 9 irmãos, vampiros, cada livro sobre um deles. É maravilhoso, é sensual, é digno. E nenhum deles brilha =D Super recomendo! To fazendo a indicação lá no blog…

  4. Pingback: O livro de MARÇO: Os 13 Porquês

  5. Pingback: O livro de MAIO: Feios

  6. Pingback: Dez anos de amizade.

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.