O novo clipe da Lady Gaga: Telephone

Finalmente, depois de algum tempo de espera e uma prorrogação de deixar qualquer fã arrancando os cabelos, caiu na Internet a mais nova superprodução da Lady Gaga: Telephone. Concordo que a música é featuring Beyoncé, mas vamos concordar que todo o conceito criativo merece os créditos para a equipe da loira que fez outra obra chocante e totalmente fora dos padrões convencionais. A primeira parceria entre as duas, Videophone, me dá até calafrios, de tão medonho que é o clipe.

Vou ser sincera: o novo curta-metragem da loira quaase me decepcionou. A parte teatral da coisa é maravilhosa. Os cenários, os figurinos, é tudo muito fora do comum e atrai demais a atenção. Porém, começar a cantar a música num orelhão foi meio “caseiro” e previsível demais. E aquela coreografia estilo cantora pop com um grupo de dançarinas atrás também achei pobrinha. Você é melhor que isso, Gaga! Mas ok, quando um clipe tem mais de nove minutos de duração, o melhor a fazer é esperar pela reviravolta. E ela vem. O clipe melhora absurdamente com a interação com Beyoncé, incrível a energia entre elas! Os diálogos me fizeram lembrar um pedaço de Kill Bill. Mas sei lá, vai ver foi só a influência da presença da caminhonete do filme.

Algo que imediatamente achei fantástico foram as referências. Vários elementos de clipes antigos como Paparazzi estavam presentes lá. Os óculos do Mickey, a foto da cadeia, entre outros. As referências comerciais também tiveram espaço com os fones de ouvido e a Polaroid (inserida completamente sem necessidade ali), mas ok, o que é um elemento a mais ou um a menos num clipe absurdamente insano, certo?

Mas a melhor de todas veio logo no começo: num dos diálogos, fazem uma piada referente a inexistência do PINTO na cantora, hahaha! Quer artista melhor do que essa? Serei fã confessa enquanto ela continuar com essa ironia, criatividade e talento fora do comum ;)

Update: dá só uma olhada na “pequena” lista de trabalhos do diretor do videoclipe, Jonas Akerlund: Smack My Bitch Up (Prodigy), Ray of Light (Madonna), Music (Madonna) e o outro polêmico Paparazzi, da própria Lady Gaga em questão. Não há muito o que discutir, né? É alguém que sabe o que está fazendo. ;)

8 comments Write a comment

  1. Puta produção, mas … já não é old esta idéia de fazer clipe grande? 9 minutos é muito tempo!

    A Música é legal, a produção do clipe ficou legal, mas confesso que 9 minutos me fizeram enjoar.

    Detalhe 1: No presídio?
    Detalhe 2: A Lady Gaga está SUPER MAGRA, o que ocorreu?
    Detalhe 3: Eu te amo <3

    <3
    M!

  2. Bom, eu ADOREI!
    Embora eu ache que depois de Bad Romance… pouco pode ser feito melhor! haha :D Qualquer coisa que ela faça que não seja tão bizarro-maravilhoso-quanto deixará a impressão de que falta alguma coisa! Foi o que eu senti com Telephone.. putz, super bem montado, mas também achei que o começo no orelhão e a coreografia com dançarinas foi trash. Sei lá, eu nunca espero algo perto de “clichês” vindo da Gaga.
    Beyoncé sem comentários! Ficou perfeito! Elas deveriam super fazer muitas outras músicas juntas.
    :DDD
    ;**

  3. Quanto a ter lembrado de Kill Bill Leca, eu acho que não foi só pela caminhonete não. O video inteiro remete ao Tarantino. Vi traços de Pulp Fiction, nos lanches das duas e no homicídio na lanchonete. Vi Kill Bill nos apelidos, além da picape. Mas mais do que isso, o estilo é tarantinesco… Os palavrões, as piadas, as guardas musculosas…

    Eu achei o clipe FODA.

  4. Outra coisa que eu não comentei é a semelhança da GaGa da cadeia com a Madonna de “Who’s That Girl”.

    É absurda!

    • Realmente, a influência de Tarantino está clara no clipe. Inclusive, ontem nos comentários no Twitter surgiu a referência aos “road movies”. Se bem que do jeito que ela é, dá para achar tanta coisa escondida ainda neste clipe… Gosto demais de imagens visuais com significado! Vou ficar assistindo até saturar tentando identificar tudo, haha.

  5. Pingback: Leca Marriot » Concurso Eu Gif

  6. Essa foi a primeira vez que eu assisti o clipe. Gosto pra caramba de clipes grandes, acho um diferencial entre certos artistas (tipo Michael Jackson) mas poxa, achei o clipe muito bom as vezes e muito ruim em outras :P

    Ah, e a Lady Gaga e a Beyoncé bateram recordes de feiura aqui. :P

  7. Pingback: Quando modelos atuam: o divertido comercial do perfume Dior Addict

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.