Sete Dias com Marilyn – a resenha

Tive a oportunidade de conferir na abertura do Vivo Open Air, o maior cinema a céu aberto do mundo, com uma tela de 325 metros (!), esse filme em uma sessão de pré-estreia.

Como lidar quando as duas versões do cartaz de divulgação são maravilhosas?

Inspirado pelo mito de Marilyn Monroe, o filme conta a história pelos olhos de Colin Clark, um jovem entusiasta do cinema que tem a oportunidade, em seu primeiro emprego, de trabalhar na produção do filme “O Príncipe Encantado“, com nada menos do que ela, Marilyn em pessoa. Como não se deixar envolver por esse furacão que em um misto de inocência e sensualidade arrebata a todos ao seu redor? Pois é o que acontece e o que o filme revela.

Michelle posando como Marilyn para editorial da Vogue EUA.

Imagino o peso que foi posto sobre os ombros de Michelle Wiliams quando foi escalada para interpretar esse papel. Ser Marilyn não deve ser tarefa fácil. Felizmente, Michelle tem uma bagagem impressionante e segurou o papel com uma delicadeza e cuidado tão impressionantes que era impossível desgrudar os olhos da tela quando ela estava em cena, fosse falando com seu jeito doce e aquela leve ironia tão sedutora, ou cantando e dançando enquanto todos assistiam aturdidos por sua beleza.

O jovem Colin Clark (Eddie Redmayne), um belíssimo ruivo com um sorriso que representa toda a ideia de juventude é outro grande destaque do filme. Sua determinação em se tornar um grande diretor de cinema, mesmo que começando por baixo e seu envolvimento tão íntimo e pessoal com Marilyn é traduzido de uma maneira belíssima para o filme, transformando-o em um retrato maravilhoso daquela que jamais será esquecida por sua contribuição para o mundo do entretenimento.

O filme que estreia hoje em diversas salas de cinema, merece ser visto, não apenas pela relação com a icônica Marilyn Monroe, mas sim, pelo conjunto da obra cinematográfica, que engloba uma excelente trilha sonora, e acima de tudo, a belíssima atuação de Michelle Williams.

Confira o trailer completo legendado:

4 comments Write a comment

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.