SPFW para leigos – o relato de uma iniciante no mundo da moda

Sabe quando você nomeia um ano? Então, para mim, 2011 está sendo o ano da primeira vez. Depois de passar pelo meu primeiro canal (deixei minha alma naquela cadeira de dentista), foi a vez da minha primeira São Paulo Fashion Week.

A convite do Boticário estive lá na quinta e no sábado e quis compartilhar com vocês algumas informações e mitos de quem nunca esteve lá. O primeiro deles é o tal do convite para a SPFW.

O convite da discórdia no azul turquesa mais lindo que eu já vi.

Rola todo um desespero por um convite, mas o que poucos sabem é que esse mero convite só dá acesso aos corredores da Bienal. Lá dentro você vai precisar de muitos outros convites, ou seja, um para cada desfile que você quiser assistir e outros para os lounges, que em são em sua maioria fechados.

Pra nossa sorte, o lounge mais legal de todos – d’O Boticário, é claro – era aberto à visitação e cheio de atividades bacanas! A primeira delas era o maquiador do Foursquare. Simples assim, você dava check in no stand e ganhava um make de primeira classe com um maquiador deles para desfilar radiante pela SPFW.

A segunda atividade era ainda melhor: com um pouquinho de tempo na fila (organizada!) era possível marcar um horário para um curso de auto-maquiagem, onde você aprendia com produtinhos do Boticário como fazer uma maquiagem completa, desde a pele até um olhão esfumado que nem eu acredito que consegui fazer (!). Fotografei cada um dos produtinhos do passo-a-passo para mostrar em um post em breve. ;)

Luz amarela (#todasama) e caixas cheias de produtos Boticário para usar à vontade!

No intervalo dos cursos rolou até uma mini-entrevista para uma das blogueiras que eu acompanho e admiro, a Lu Ferreira do Chata de Galocha. Tive o prazer de conhecê-la pessoalmente e de abusar da minha criatividade ao dizer que imagina, ela não era nem um pouco chata (!!!). O resultado aparece no vídeo super bem produzido da equipe do Boticário:

Outro lounge liberado e bacana era o da C&A, para literalmente, usar e abusar. Num clima intimista o lounge era regado a bebidinhas e comidinhas e era perfeito para descansar um pouco e colocar o papo em dia, coisa que fiz com a querida Ju Minako, que me acompanhou no sábado e fez um post bacana com os relatos dela.

Companheira de Bienal na instalação interativa da SPFW.

Não vi nem sinal de desfile, mas vi muitas modelos e descobri que eu não sou nada alta perto delas. Vi muita gente de nariz empinado, mas também vi gente simpática, que tietou Gloria Kalil junto comigo.

Arte sendo feita ao vivo, a convite da Chilli Beans.

Detalhe do lounge Ipanema que me cativou.

Objetos de desejo da loja Pop Up montada lá.

No resumo, vale pela experiência. Se um dia pintar uma oportunidade bacana como essa que pintou para mim, . Do contrário, siga sua vida, você não estará perdendo tanto quanto imagina. ;)

3 comments Write a comment

  1. amei o post, totalmente real!

    Sabe que esta foi a edição que eu mais curti?
    Make up, bebidinhas e papo com uma pessoa queridaaaaaa!!!

    Ameiiiiii

    beijusss

  2. Pingback: Miss Brasil 2011, eu fui!

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.