Teorias Malucas #002

Eu ia contar essa história pelo ponto de vista de uma observadora, me baseando em casos que ouvi essa semana, mas, é claro que a vida (ou teria sido o universo me mandando um recado ainda não decifrado?) resolveu me jogar como protagonista, talvez como um input pra tirar isso da cabeça e transformar em texto.

A teoria de hoje é sobre o véu da negatividade. É um nome péssimo, eu sei, mas extremamente ilustrativo.

Às vezes, não se sabe bem ao certo como e nem porquê, um véu se enrosca na gente. Da mesma forma que uma teia de aranha, ele gruda e fica lá se embolando cada vez mais até que você se manifeste.

O problema é que não é um véu, simplesmente. Há nele um tipo de substância tóxica que vai se instaurando dentro de você e começa a turvar seus sentidos. Tudo o que você vê toma uma conotação negativa, tudo o que você ouve ganha um duplo sentido malicioso, suspeito, e tudo o que você sente é cinza e amargo.

E o sistema do véu é retroalimentado, quanto mais você absorve essa negatividade, mais o véu cresce e envolve você, até que ele chega no seu coração. A expressão coração peludo não é à toa. São camadas e mais camadas que simplesmente bloqueiam a passagem da luz e te mergulham numa escuridão profunda.

O véu também tem poderes sobre o mundo lá fora. A substância dele se espalha e contamina várias coisas ao seu redor. E antes que você perceba, tudo começa a dar errado. Das menores coisas, como pegar um banheiro sem papel higiênico quando se está super apertado, até às maiores, como um dia ruim no trabalho seguido de briga com o marido e mordida da gata (meros exemplos que em nada refletem a vida desta autora).

Todo esse cenário parece horrível, mas eu venho para lhes contar que há salvação. Apenas o modelo de salvação que varia muito para cada pessoa. Isso porque cada um tem um gatilho dentro de si que ativa sensações boas. Descobri, pensando a respeito desta teoria, que os meus gatilhos são:

1) Ouvir músicas ridículas.

Esse é meu gatilho mais imediato. Não sei como ainda não fiz uma playlist de músicas ridículas para usar nessas situações, simplesmente abuso do shuffle até encontrar alguma delas. São músicas tão absurdas que o objetivo é te fazer esquecer do véu por algum tempo e simplesmente cair na risada.

Exemplos:

Popular – Wicked

I Want it That Way – Backstreet Boys

Pokémon Johto – Pokémon

2) Escrever.

Tuítes, e-mails que jamais vou enviar, SMSs, notas pra mim mesma, listas, ou seja, escrever qualquer coisa é uma maneira de lidar com a negatividade, de tirá-la do looping de neuroses da minha cabeça e colocá-la pra fora em algum lugar que eu possa consultar depois, com a cabeça mais fria (não à toa, o conceito da Penseira é o meu favorito em todo o universo de coisas mágicas que Harry Potter já inventou).

3) Ficar em contato com pessoas que te façam bem.

Você precisa ser independente, conquistar sua autoconfiança, saber ser feliz sozinho, etc, etc. Mas, não há nada de errado em ter uma pessoa que seja capaz de te animar com apenas uma frase, que saiba falar a coisa certa na hora certa. Eu já encontrei essa pessoa, mas não canso de me surpreender com a capacidade dela em falar exatamente o que eu preciso ouvir (sem que ela às vezes nem se dê conta do que está fazendo por mim).

Apesar dessas sugestões, a forma de lidar com o véu é muito parecida com a de um programa de reabilitação: o primeiro passo é reconhecer e aceitar que você está com ele. Que você não é esse serzinho pessimista, negativo e sofredor todos os dias, apenas está sob a influência de algo péssimo. E a partir desse reconhecimento, a saída: usar todas as fibras do seu ser para se livrar dele e voltar a aproveitar a vida como ela deve ser vivida.

1 comment Write a comment

  1. ou assistir a jout jout prazer!! Sempre me ajuda!

    Olha, ta todo mundo mal…Serio, esse veu da negatividade ta no ar mesmo e nao podemos alimenta-lo ainda mais!

    Faca um pensamento positivo, brinca com seu gatinho, veja a natureza e saiba que passa!

    Qdo tiver em devaneios, grita seu nome! “Zelia, acorda” pq provavelmente eles nao sao seus proprios pensamentos! Pensa no amor, na amizade e na missao linda que temos de mudar o mundo!

    Coragem!!

    beijos e to morrendo de saudades

Deixe uma resposta

Required fields are marked *.